Obrigado!

 

Diác. Gonzalo Eguía
Coordenador de Servir nas periferias
Bilbau, Espanha, 1 de abril de 2022

Obrigado!

Há um ano atrás, a partir desta plataforma, a Equipa de Coordenação e Redação enviou aos que recibem o Informativo a necessidade de renovar e fortalecer a rede de correspondentes regionais, nacionais e diocesanos. Depois de ter passado este ano, essa necessidade não encontrou uma resposta.

Na última reunião da Equipa de Coordenação e Redação, realizada em março passado, constatamos que “Servir nas periferias” nasceu faz agora sete anos com o desejo de ser um projeto de equipa que ajudasse a fazer uma rede, depois, neste ano comprovamos que aqueles que têm levado este projeto
adiante ainda são os mesmos.

Também refletimos sobre qual podia ser o melhor meio a usar par cumprir com os objetivos que deram origem a “Servir nas periferias” e, anteriormente ao informativo CIDAL. Com alegria constatamos que vão surgindo diversas ofertas de comunicação e informação no âmbito diaconal ibero-americano, que
ressaltam a necessidade de repensar como servir mais e melhor.

Por esta razão, na reunião da Equipa tomaram-se três decisões: solicitar a convocatória da Assembleia de sócios da Associação Internacional “Servir nas periferias” para que estude o futuro deste meio informativo e formativo, deixar de editar o Informativo mensal até que a Assembleia de sócios decida
sobre o assunto e, deixar aberto o site, tanto pela importância dos arquivos que contém, referentes aos últimos quinze anos, quanto para fazermos chegar artigos e notícias de importância singular para o ministério diaconal.

Convidamos aqueles que ainda não se juntaram à Associação a fazê-lo enviando-nos um e-mail para nosso endereço servirenlasperiferias@hotmail.com, para desta forma poderem colaborar nesta novaf ase.

Nesta mesma direção podeis fazer chegar vossas opiniões e, enviar artigos que considereis, terem um interesse especial para serem publicados no site.
Termina portanto um período de sete anos, fruto do qual foram editados diariamente notícias relacionadas com o ministério diaconal no âmbito ibero-americano – mais de 3.000 – e produzidos 85 Informativos.

Este último Informativo pode ser uma bom exemplo da vida do ministério diaconal na Ibero-América, onde são recolhidas notícias sobre numerosas ordenações em diversas dioceses, ofertas
formativas de Escolas diaconais para candidatos ao diaconado e para diáconos, experiências pastorais
exercidas por diáconos em diversos campos, encontros de oração e de formação com esposas de diáconos e, também é anunciado o Primeiro Colóquio Ibero-Americano de diáconos permanentes que será realizado no próximo mês de outubro na Republica Dominicana. Sim, o ministério diaconal está vivo e desenvolvendo-se em multiplicidades de serviços à Igreja e ao mundo.

Como disse Miguel de Cervantes no “ Dom Quixote de La Mancha” :” De pessoas bem nascidas é ser grato pelos benefícios que recebem, e um dos pecados que mais ofende Deus é a ingratidão”. Chega assim o momento de agradecer por estes anos de trabalho em favor da informação e formação do
ministério diaconal ibero-americano.

Graças em primeiro ao Senhor que nos manteve em seu serviço, permitindo relacionarmos neste projeto a diáconos, esposas e pessoas interessadas no ministério diaconal de países tão diversos. Ele aumentou em nós a amizade e fraternidade. Ele levantou nosso ânimo quando sentíamos vacilar e, nos alegrou ao dar-nos a conhecer a riqueza do ministério diaconal. Obrigado por nos ter acompanhado em todos os momentos e ajudado a servir neste projeto em comunhão com a nossa mãe Igreja. Obrigado Señor !

Obrigado pelo que esta experiência nos permitiu aprender e experimentar. Testemunhamos a diversidade e pluralidade do ministério diaconal em nossa querida Ibero-América, a inumerável variedade de serviços que os diáconos prestam nas igrejas locais. Narradores dos esforços formativos de tantas escolas diaconais. Cronistas de tantas ações e reflexões promovidas pelas esposas dos diáconos. Apontadores de tantos livros, estudos, reflexões … sobre o diaconado.

Obrigado por algo já mencionado, porque estes anos tornaram possível que os laços de fraternidade que entre nós manifestamos ao dedicar tempo a “Servir nas periferias” foram fortalecidas, também porque nos ofereceu a oportunidade de conhecer e interagir com novos irmãos e irmãs.

Obrigado aos membros que passaram pela Equipa de Coordenação e Redação, especialmente a Montserrat Martinez, Federico Cruz, José Espinos, Mário Henrique Pinto, Juan Múgica, Victor Loaiza e josé Rodilla.

Obrigado aos correspondentes regionais, nacionais e diocesanos que realizaram sua tarefa com responsabilidade em algum momento nestes sete anos.

Obrigado aos colaboradores assíduos que haveis oferecido parte do vosso tempo na agenda lotada para escrever sobre temas variados relacionados com o ministério diaconal, seria impossível nomeá-los a todos, permiti-nos em nome de todas e de todos recordar-nos de dois: um agradecimento ao diácono Joaquim Armindo que esteve presente quinzenalmente com seus artigos na língua irmã portuguesa e, ao diácono Miguel Ángel Parra que o fez do Chile, na linguagem universal da poesia.

Obrigado também aos sócios e sócias da Associação Internacional “Servir nas periferias”, assim como a suas Juntas Diretivas, de forma especial nas pessoas de Juan Múgica, Iñaki Santos, Miguel Ángel Rodriguez e Aurelio Ortín. A partir do seu trabalho na Associação foi possível a obtenção dos recursos para que o site e o Informativo pudessem mensalmente chegar a cada casa.

Permitam-me também uma ação de graças. Obrigado a Belén, minha esposa e a meus filhos. Eles  partilharam comigo a ilusão e entrega a este projeto e compreenderam que não estive em alguns momentos da vida familiar para poder responder com responsabilidade e honestidade ao que em casa conhecemos como Serviren.

Assim como há sete anos continuamos o Informativo CIDAL, agora temos que parar, avaliar, tomar perspetiva e renovar com entusiasmo os objetivos para os quais começamos a trabalhar: nossa opção de “favorecer causas de informação e formação sobre o ministério diaconal”, continuar a viabilizar lugares “de encontro entre os diáconos dos países ibero-americanos e outras pessoas interessadas no ministério diaconal”, como também “ facilitar o intercâmbio de experiências pastorais no âmbito diaconal”. Certamente, com a ajuda de Deus, e interagindo com outros projetos, será possível chegar a bom porto.

Servir nas periferias iniciava em ambiente litúrgico da Páscoa no ano 2015, encerramos esta fase nesse ponto de entrada neste ano de 2022. Ao Senhor ressuscitado, agindo no meio deste mundo que busca a Paz, encomendamos os projetos, os desejos, as esperanças de tantos bons homens e mulheres, também aos  diáconos, suas esposas e família de nossa amada Ibero-América.

Em nome da Equipa de Coordenação e Redação um abraço fraterno.

Gonzalo Eguía

 Tradução do original: Diacono Mario Henrique Pinto

 

 

 

 

 

 

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.