GRITO DO ABANDONADO – Por José Duran-

Abba! Abba! Por que me abandonastes?
Onde estás nesta hora?
Abba! Por que na Síria o conflito perdura,
Não suporto mais tamanha dor desoladora.
Pai! Por que no Mianmar voltou a ditadura?
Por que sudaneses sofrem,
Sede e fome devastadora?
Abbá! Por que a Terra geme, estremece,
Exausta, minguando toda espécie?
Por que, Pai, reina a ruina:
Poucos com muito e muitos sem nada?
Por que imigrantes não alcançam
Os braços da acolhida?
Por que, meu Pai, exclusão e perseguição
Das minorias étnicas sofridas?
Abba! Abba! Por que as pandemias
Corporais e espirituais nos acediam?
Abba! Minha alma está transpassada de escuridão.
As respostas silenciaram no Verbo.
Em tuas mãos abandono o meu espírito.

José Durán y Durán
Palmares, 01/04/2021

Obs.: A expressão “Eli, Eli, lamma sabachtani”, em hebraico, citada por Mt 27,46 é traduzida por “Deus meu, Deus meu, por que me abandonastes.
Aqui o poeta tomou a liberdade de utilizar o termo Abbá, que significa Pai, em aramaico, que era a maneira de Jesus se dirigir ao seu Pai.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.