Seis diáconos permanentes são ordenados no Santuário da Padroeira de Minas, Brasil

No Santuário Nossa Senhora da Piedade – Casa da Padroeira de Minas Gerais, em Caeté, dom Walmor celebrou a ordenação de sete novos diáconos permanentes para a Arquidiocese de Belo Horizonte. O momento, marcado por demonstrações de fé, foi celebrado neste sábado, dia 18 de novembro, contou com a participação de familiares, amigos, padres, religiosos e muitos fiéis.

Durante a homilia, dom Walmor ressaltou a importância do trabalho missionário dos diáconos permanentes na Arquidiocese de Belo Horizonte:  “O diaconato permanente nasce no mais profundo do coração do ministério apostólico, sendo presença nas frentes missionárias, nos cenários de miséria e pobreza em meio as vilas e favelas, hospitais e junto ao povo de Deus. O diaconato é força no ministério apostólico, presença de solidariedade e amor na Arquidiocese de Belo Horizonte, no ofício da oração, da Proclamação da Palavra de Deus e no cuidado com os pobres”, disse.

Novos diáconos permanentes:
Amauri Dias de Moura
Helvécio Antônio Marques
Nelber José de Matos
Nelson Antunes do Carmo
Silvanir Soares da Silva
Valdir Nobre

De acordo com as Diretrizes do Diaconato Permanente da Arquidiocese de Belo Horizonte, o diácono é um discípulo missionário. São ordenados para o serviço da Palavra, da caridade e da liturgia, especialmente para os sacramentos do Batismo e Matrimônio, além de acompanhar a formação de novas comunidades eclesiais.

Tomado: http://arquidiocesebh.org.br

 

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.