Maior participação dos membros da Coordenação e Redação no Informativo IV

Maior participação dos membros da Coordenação e Redação no Informativo IV

 

Diác. Gonzalo Eguía

Coordenador de Servir nas periferias

Bilbau, Espanha,1 de julho de 2021

 

Estimadas subscritoras e subscritores:

 

Nesta edição, o Editorial deste mês é apresentado pelo diácono português Mário Henrique Pinto, único membro da nossa Equipe Coordenadora de língua portuguesa.

 

O diácono Mário Henrique Pinto nasceu em 1957, foi ordenado em 8 de dezembro de 2012 na diocese do Porto, Portugal. Está casado com Ester Trigo, contando com vários filhos e são avôs de vários netos. Sempre esteve ligado às artes desde sua juventude e com formação académica foi professor e formador na área artística. Na atualidade vive em uma aldeia, no meio da natureza que tem por padroeiro S. Lourenço.

 

Desde seu início Servir en las periferias optou por acolher em seu projeto as duas línguas ibero-americanas, desde então até hoje, o Site e o Informativo publicou o mais notável da realidade diaconal das nações irmãs ibero-americanas que se expressam em espanhol e em português. Desta forma, em vez de ser um elemento divisório foi sempre um elemento de comunhão e fraternidade, Brasil conta com uma realidade diaconal consolidada e organizada como nenhum outro país, Portugal forma parte de uma realidade irmã com Espanha, donde a diferença de idioma nunca foi capaz de os separar.

 

A colaboração do diácono Mário Henrique foi sempre, desde o primeiro dia, um reflexo desta comunhão fraterna diaconal, que se expressa de forma especial no serviço e entrega ao Senhor no meio do mundo e da igreja, onde a linguagem é um meio de comunhão, como o foi no primeiro Pentecostes.

 

O diácono Mário Henrique vem proporcionando desde há vários anos um trabalho fundamental em Servir en las periferias como correspondente de Portugal, destaca sua sensibilidade pela fraternidade diaconal e pela vivência e comunicação do que significa ser diácono. Ele tem feito um trabalho de tradução sem o qual não poderíamos ter atingido a realidade lusófona todos os meses.

 

Ao apresentar o interessante Editorial de Mário Henrique, que aprofunda o momento que está a viver nosso Informativo, desejamos agradecer o serviço que vem prestando de maneira eficaz, responsável e oculta, muito obrigado irmão.

 

Em nome da Equipe Coordenadora e de Redação, um abraço fraterno.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.