Diocese de Santa Cruz do Sul, Brasil: Paulo Ricardo Gerhard assume missão de diácono permanente

Tendo como lema ‘Tu me seduziste, Senhor, e eu me deixei seduzir’, o ministro extraordinário do Batismo, Paulo Ricardo Gerhard, será ordenado diácono permanente. A ordenação ocorrerá hoje, às 19h30min, na igreja matriz São Sebastião Mártir, e será presidida pelo bispo diocesano Dom Aloísio Alberto Dilli.

‘É um convite que a gente não sabe quando e de que forma veio. É um convite espiritual que nos dá um clique que não sabemos explicar. A gente começa a raciocinar sobre qual é o caminho e não sabe se a coisa está acontecendo’, salienta Gerhard, ao falar sobre a missão que vai assumir hoje. Gerhard destaca que sempre foi ligado à Igreja Católica e que há alguns, em Venâncio Aires, por meio do encontro de Batismo, recebeu um chamado diferente e começou a ter uma ação mais voltada para ajudar onde ele fosse útil. Começou pela equipe de Batismo da paróquia, quando foi convidado a fazer a primeira Escola de Diáconos e Ministros Extraordinários do Batismo nos anos de 1999 e 2000. Em 2001, foi enviado para atuar como ministro do Batismo e aos poucos, começou a auxiliar nas celebrações, bênçãos e visitas aos doentes. ‘Assim nasceu esta minha vida religiosa, no intuito de sempre ajudar, que é um dos três princípios do diaconato: ordenação diaconal da Palavra, da Liturgia e da Caridades, que é a principal.’

Para uma pessoa ser escolhida para assumir a missão de diácono permanente, são avaliadas as qualidades humanas, virtuais e familiares e a aceitação da comunidade. ‘É o único sacramento de Cristo servo e estou indo para o sacramento da Ordem, faltando somente a Unção dos Enfermos. Se eu tiver a oportunidade, terei recebido os sete sacramentos, que nem os padres recebem, pois eles não recebem o sacramento do Matrimônio, que não faz parte da vida deles por causa do celibato’, frisa.

 

JURISDIÇÃO

Durante reunião realizada na manhã da quarta-feira, 25, com o pároco João Alberto Konzen, foi tratado sobre a jurisdição, ou seja, a área de atuação de Gerhard após a ordenação, que a princípio, ficará vinculada à Paróquia São Sebastião Mártir. Porém, mediante liberação ou autorização do pároco ou do bispo, ele poderá atuar em outra paróquia da Diocese de Santa Cruz do Sul, em eventos como celebrações, batizados, assistência a casamentos, por exemplo. ‘Estamos definindo um roteiro de atividades porque, como ainda não fui ordenado, ainda não tenho oficialmente as diretrizes de como e onde atuar’, salienta.

«Serei um dos homens mais privilegiados dentro da Igreja Católica, pois poucos são aqueles que durante a sua vida poderão receber todos os sacramentos.» PAULO RICARDO GERHARD, ministro extraordinário do Batismo.

18 é o número até o momento, de diáconos permanentes da Diocese de Santa Cruz do Sul.

 

Quem é?

Paulo Ricardo nasceu no dia 28 de junho de 1949, em Novo Hamburgo. Filho de Norberto e Edith Gerhard, foi batizado no dia 18 de julho de 1949, na Paróquia Nossa Senhora da Piedade de Novo Hamburgo. Casou com Rose Maria Accioly, no dia 17 de julho de 1971, na Paróquia Sagrado Coração de Jesus de Santa Rosa. É pai de três filhos.
Depois de concluída a escola de diáconos, ele foi instituído ministro extraordinário do Batismo, ministério que vem exercendo com muita dedicação na paróquia local.

 

Fonte: Jornal Folha do Mate
Créditos e foto: Edemar Etges

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.