CRD NORDESTE 2, BRASIL, FAZ ASSEMBLEIA E RECEBE CARTA DO PRESIDENTE DA CND

 

A Comissão Regional dos Diáconos do Regional Nordeste 2 (CRD NE 2) está reunida em Assembleia Formativa e Eletiva neste final de semana (de 24 a 26) de setembro de 2021, no Convento dos Carmelitas, em Camocim de São Félix, Pernambuco. A parte formativa é sobre “Sinodalidade, Comunhão e Participação”, iluminada pelo texto da Assembleia Eclesial Latino Americana e Caribe, utilizando o método VER, JULGAR, AGIR. Os Diáconos Permanentes integrantes da Equipe Regional de Assessoria Pedagógica (ERAP, foto) assessoraram a parte formativa: Diác. Eduardo Wanderley, da Arquidiocese de Natal-RN, falando sobre “A Sinodalidade na vida e missão da Igreja”; Diác. José Durán y Durán, da Diocese de Palmares-PE, falando sobre “A Sinodalidade à luz do movimento de Jesus”; e o Diác. Luciano Cavalcante do Nascimento, da Diocese de Garanhuns-PE, falando sobre “O Diácono Promotor de uma Igreja Sinodal”.

Na manhã do sábado, 25 de setembro, foram exibidos seis vídeos de ações sociais realizadas por diáconos em suas respectivas dioceses. Um dos vídeos foi sobre o trabalho do Diácono Antônio Sebastião, da Arquidiocese de Olinda e Recife-PE, denominado “Tenda do Encontro”, junto a pessoas em situação de rua e mulheres em situação de prostituição; outro foi sobre o trabalho social chamado Fé e Obras, da Associação Bom Samaritano, levando assistência social junto a famílias sem teto, com a construção de casas e fornecimento de alimentos e roupas, realizado pelo Diácono Pedro Brito, da Diocese de Garanhuns-PE; outro vídeo foi sobre um projeto musical com o título “Diácono é uma Vocação”, envolvendo o Diácono Antônio Carlos e Klayton Alves, da Arquidiocese de Olinda e Recife-PE, e que visa evangelizar através da música. Eles têm um CD gravado; outro foi sobre a Pastoral Carcerária, realizada por um grupo de três diáconos da Diocese de Patos-PB; outro vídeo foi sobre o fornecimento de alimentos diariamente a famílias necessitadas, pelo Diácono Lindomar Henrique, através da Ação Diocesana, da Diocese de Patos-PB; e outro do Diácono Emanoel Freitas, da Paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, da Arquidiocese de Natal-RN, que realiza um projeto de evangelização na “Favela do Mosquito”.

Também no sábado, 25, o Presidente da CRD, Diácono Otacílio Vieira de França, recebeu mensagem do Presidente da CND, Diácono Francisco Salvador Pontes Filho, também dirigida aos participantes da Assembleia. Leia a mensagem, abaixo:

COMISSÃO NACIONAL DOS DIACONOS

Revmo. Sr.

Diac. OTACILIO VIEIRA DE FRANÇA

Presidente da Comissão Regional dos Diáconos NORDESTE 2

Nazaré da Mata – PE

O caminho da sinodalidade é o caminho que Deus espera da Igreja do terceiro milênio (Papa Francisco, 2015)

Estimado irmão Diac. OTACILIO VIEIRA DE FRANÇA, a COMISSÃO NACIONAL DOS DIÁCONOS (CND), vem manifestar seu apoio e agradecer o convite para participar da ASSEMBLEIA FORMATIVA E ELETIVA deste Regional Nordeste 2 que ocorre no período de 24 á 26 de setembro do ano em curso na cidade de Camocim de São Felix, no estado de Pernambuco, tendo como TEMA: Sinodalidade, Comunhão e Participação e LEMA: A Caminho da Assembleia Eclesial Latino Americana e Caribe.

A Igreja sempre está atenta ao que “o Espírito diz a ela” (Ap 2,7) em cada tempo, em cada momento da história concreta da humanidade, para que ela repense a sua vida e melhor testemunhe o Evangelho de Cristo e se renove em ação missionária, a fim de que, com o ardor de “discípula”, cumpra com fidelidade o mandato do Senhor: “Ide, pois, e fazei discípulos todos os povos” (Mt 28,19).

Portanto, não é de hoje que a Igreja, em resposta dócil e obediente ao Espírito Santo, coloca-se no caminho de conversão pastoral e eclesial, convidando-nos à conversão pessoal.

Estamos vivendo uma mudança de época não só na sociedade, mas também na própria Igreja. Na Igreja essa mudança se deve a eleição do papa Francisco, como reação do episcopado católico à centralização exagerada por parte da Cúria Romana e a certo intelectualismo e juridicismo presentes na vida da Igreja ocidental.

A reação a este estado de coisas já fora iniciada pelo Concílio Vaticano II através da colegialidade episcopal, unidade no ministério ordenado e valorização da Igreja particular.  Onde discípulos caminhando juntos, companheiros de jornada devem estar no serviço mútuo uns aos outros, pessoas que caminham na história rumo à realização do Reino.  Caminhando junto com Cristo em uma nova ousadia de falar com humildade de coração sendo um ‘caminho de diálogo’ em que aprendemos a reconhecer ‘a presença de Cristo que caminha ao nosso lado.

Tomando como orientação básica a sinodalidade (caminhar juntos), por apontar para uma nova mentalidade na vida da Igreja que atinge todos os seus e sintetiza o espírito e alcance da reforma eclesial levada adiante pelo Papa Francisco, e por explicar mesmo a reação que tem encontrado por parte de alguns no interior da Igreja, a pergunta base que motiva o texto é o por que a Igreja deve ter esta característica, expressa em sua autocompreensão e em sua estrutura institucional. A resposta a esta questão é dada a partir de um enfoque trinitário, buscando fundamentar a insistência corajosa do Papa Francisco de concretizar uma Igreja sinodal

Trata-se de pensar uma Igreja Povo de Deus, toda ministerial que tem o sacramento do Batismo como base da identidade e da missão de todo cristão (LG n. 31). Cristãos leigos conscientes do seu compromisso profético, cientes que o campo especifico deles é o mundo, a vida pública, e daí vem à necessária formação que deve ser programada, sistemática considerando especialmente a Doutrina Social da Igreja.

Contudo, o Papa Francisco afirma que o caminho da Igreja é a sinodalidade; sendo que é a ação autêntica da eclesiologia do Vaticano II, numa Igreja com forte protagonismo da Igreja Povo de Deus, que vive a comunhão e a participação, que respeita a dignidade e igualdade de todos os batizados, pelo complemento de carismas e ministérios (Sínodo para a Amazônia n. 91).

Nesse momento em que o Regional Nordeste 2, realiza também a dimensão eletiva em sua Assembleia Regional, rogamos à escuta do Espírito Santo, as questões canônicas e pastorais que cada vez a interpelam. Foi assim que brotou, do coração da experiência da fé vivida pelo povo de Deus, uma ininterrupta práxis sinodal: a nível diocesano, provincial, regional e universal.

Que Deus os abençoe e fortaleça a missão profética e sempre inserida no mundo, apontando caminhos de esperança, motivando a organização e ação do Diaconado Permanente na Igreja, na Sociedade e na Família, para podermos construir um Brasil mais justo, fraterno e solidário.

Fraternalmente,

Manaus (AM), 22 de agosto 2021.

Diác. Francisco Salvador Pontes Filho

Presidente da Comissão Nacional dos Diáconos

Foto da ERAP (autor: José Bezerra)

A Comissão Regional dos Diáconos do Regional Nordeste 2 (CRD NE 2) concluiu neste domingo, 26 de setembro de 2021, a Assembleia Formativa e Eletiva, iniciada na noite de sexta-feira (24). A manhã do domingo foi dedicada totalmente à eleição e aos encaminhamentos finais. Dois candidatos concorreram ao cargo de Presidente: o atual presidente, Diácono Otacílio Vieira de França, da Diocese de Nazaré, com sede em Nazaré da Mata, Pernambuco. Por ter exercido um mandato de três anos, teve direito a disputar esta eleição; e o Diácono Raimundo Escolástico Bezerra Filho, da Arquidiocese de Natal.

Ao todo, 44 Diáconos se fizeram presente à Assembleia e votaram. O Diácono Otacílio foi eleito com 34 votos, contra 10 do Diácono Raimundo Escolástico. O Conselho Fiscal ficou composto pelos Diáconos Roberto Luiz de Oliveira, da diocese de Guarabira, Paraíba; Luiz Alberto de Paiva e Valdeir Dantas, ambos da Diocese de Mossoró, Rio Grande do Norte. Depois de eleito, o Diácono Otacilio escolheu para vice-Presidente o Diácono Lindomar Henrique Marinho; para Primeiro Secretário, o Diácono Adrião Faustino; para Segundo Secretário, o Diácono João Julho Barreto Filho. O primeiro tesoureiro é o Diácono Francisco de Assis Alves de Oliveira, da Diocese de Palmares-PE; e o segundo é o Diácono Edimilson da Hora, da Diocese de Penedo, Alagoas. Na foto, a nova Diretoria.

Crédito: Diác. José Bezerra de Araújo

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.