Portalegre-Castelo Branco, Portugal: Bispo diocesano presidiu à ordenação de quatro diáconos permanentesHe

D. Antonino Dias apela à construção de «pontes» em mundo cada vez mais plural

 

O bispo da Diocese de Portalegre-Castelo de Branco presidiu este domingo, em Abrantes, à ordenação de quatro diáconos permanentes, convidando todos a promover “pontes” na sociedade.

Falando na Igreja de São Vicente, D. Antonino Dias referiu na sua homilia que “Deus vem ao encontro de todos e quem levanta muros em vez de pontes e quem divide em vez de unir está fora da lógica de Deus”.

Num mundo cada vez “mais plural e diversificado”, o bispo de Portalegre-Castelo Branco sublinhou que a estrela de Jesus “não se vê com os telescópios potentes da tecnologia e da finança”, mas “só é vista por aqueles que têm um coração simples”.

A ordenação diaconal de Alfredo Bernardo Serra (Paróquia de Proença-a-Nova);, Américo Pereira (Paróquia de Rossio ao Sul do Tejo), Jaime Susana de Matos (Paróquia de Penhascoso) e João Paulo Cabrita (Paróquias de Abrantes) teve transmissão online.

O bispo diocesano realçou que a missão do diácono “tem uma rica, longa e fecunda história” porque “a sua figura ministerial está bem enraizada bíblica, teológica e historicamente”.

“Ele não existe para suprir a carência de sacerdotes, mas uma vocação própria”, reforçou.

https://agencia.ecclesia.pt

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.