Mensagem do Presidente da CND, diácono Zeno Konzen – julho de 2018

Com alegria chegamos ao meio do ano, muito trabalho, dificuldades superadas e boas realizações. Em junho passado comemoramos vários santos da Igreja e agora em julho, não será diferente, pois temos São Tomé e São Tiago. Eles são testemunhas oculares da vida pública de Jesus, de seus ensinamentos, sinais e milagres, de maneira especial, de sua paixão morte e ressurreição.

Esses homens de fé tiveram a graça de ouvir os ensinamentos de Cristo e conviver com Ele. Assim, os apóstolos são fundamentais para o fortalecimento da fé da Igreja. Festejar essas datas, nos mantem vivos em nossa identidade na fé católica.

Ao longo de dois mil anos a Igreja se mantém fiel aos ensinamentos dos apóstolos. Atravessou tempos de crises e heresias, mas, não se afastou da genuína herança apostólica. Também, São Paulo observou esse critério. Depois de pregar o evangelho por algum tempo, foi encontrar-se com Pedro e Tiago em Jerusalém para ver se a sua pregação estava conforme a dos outros apóstolos (Conf. Gl 2,2).

Em nosso tempo é muito importante recordar que a Igreja não inventa sua doutrina, nem pode mudar a toda hora. A Igreja tem o compromisso com a verdade de fé testemunhada pelos apóstolos de Cristo. Nos ensina o Catecismo da Igreja Católica que a Igreja é depositária da fé. Que recebeu através da Tradição Oral, das Sagradas Escrituras e do Magistério da Igreja.

Comemorando os santos e santas da Igreja devemos nós, diáconos, levar a frente os ensinamentos que recebemos na missão de servir as comunidades em contínua evangelização.

Concluo comunicando que conseguimos dar entrada no cartório de Brasília no dia 20 de julho passado, no registro da reformulação do nosso estatuto. Que a mãe da Igreja nos cubra com seu manto de paz.

Diácono Zeno Konzen

Presidente da CND

Fonte: cnd.org.br

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.