Sínodo dos Bispos 2018: Desenvolver a potencialidade do ministério diaconal na Igreja

 

Diác. Gonzalo Eguía

Coordenador de Servir en las periferias

Bilbao, Espanha, 1 de outubro de 2018

 

Este domingo passado terminou a XV Assembleia Ordinária do Sínodo dos Bispos, que se realizou em Roma de 3 a 28 de outubro, sob o tema de "Os jovens, a fé e o discernimento vocacional".Acaba de ser conhecido – em sua versão italiana- o conteúdo do Documento Final que os padres sinodais aprovaram e colocaram à consideração do Papa Francisco. Na falta de uma leitura atempada do Documento e de uma análise do mesmo, divulgamos o que se refere explicitamente ao ministério diaconal.

Além do relacionado em geral com o ministério ordenado, a referência a este ministério vem no capítulo II dedicado a "O mistério da vocação"no parágrafo de "Vocação e vocações",em relação ao ministério ordenado o número 89 diz:

"A Igreja sempre teve uma preocupação particular pelas vocações ao ministério ordenado, na consciência de que este último é um elemento constitutivo de sua identidade e é necessário para a vida cristã. Por esta razão, sempre cultivou atenção específica para a formação e o acompanhamento dos candidatos para o presbitério. A preocupação de muitas igrejas pelo seu declínio numérico requer uma reflexão renovada sobre a vocação ao ministério ordenado e sobre uma pastoral vocacional que possa fazer sentir a todos a fascinação da pessoa de Jesus e seu chamamento a converterem-se em pastores de seu rebanho. Também a vocação ao diaconado permanente requer maior atenção, porque constitui um recurso que ainda não desenvolveu todo o seu potencial".

A Equipe Coordenadora e de Redação de Servir em las periferias recebeu esta referência dos padres sinodais com imensa alegria. Aqueles que conhecem o serviço que oferece nosso site na web e do informativo mensal sabem perfeitamente que estamos há muitos anos a solicitar à Igreja que desenvolva este ministério em todas as suas potencialidades, vale como um dos múltiplos exemplos que podemos citar a Editorial do mês de maio último. Ao cumprir-se o cinquentenário das primeiras ordenações de diáconos permanentes depois do Concílio Vaticano II, dizíamos:

"Passados cinquenta anos, podemos perguntar-nos que quererá dizer que o ministério diaconal é o "parente pobre dos ministérios ordenados", faz referência a que se trata de um ministério ordenado não suficientemente valorizado ou reconhecido?, terá a ver com as potencialidades deste ministério, ainda não descobertas ou desenvolvidas suficientemente nas igrejas locais e na pastoral de conjunto das mesmas?"

Ainda que às vezes estamos acostumados a que não seja assim, os padres sinodais introduzem a questão do diaconado permanente sob o título do " ministério ordenado".No âmbito do objetivo geral do Sínodo -juventude, fé e vocação -, é necessária uma leitura transversal do Documento e entender o que se relaciona com o ministério diaconal dentro do ministério ordenado, mas em relação com o artigo 89 do Documento Final que comentamos, os padres sinodais manifestam a

" preocupação pelas vocações" ao ministério presbiteral – fundamental para a presidência da Eucaristia – e diaconal, reconhecendo que os dois ministérios são " um elemento constitutivo de sua identidade e é necessário para a vida cristã"e pontuando que o ministério diaconal requer "atenção"e"desenvolvimento" na sua potencialidade.

Na Editorial do mês de setembro último, informamos que o "Anuário Pontifício" do ano 2018, e o "Annurium Statisticum Ecclesiae" do ano 2016 denominava como um "fenómeno"ao referir-se ao diaconado permanente; agora os padres sinodais referem-se a este ministério como um "recurso", parece que o olhar desatualizado que consistia em refletir sobre a conveniência deste ministério fica atrás, e que os padres sinodais olham para o futuro pedindo uma maior atenção e desenvolvimento de todas as possibilidades deste ministério eclesial. As orientações que os padres sinodais assinalam deveriam de ter também suas conclusões práticas nos programas de pastoral juvenil, e nos projetos vocacionais ao diaconado permanente das dioceses do mundo.

O Informativo recolhe o discurso do Papa Francisco aos peregrinos de El Salvador na ocasião da canonização de Monsenhor Romero. No número três de nosso Informativo rogamos ao novo beato, que interceda diante do Senhor por todos os diáconos do mundo, suas famílias, e àqueles a quem se destinam seu ministério em especial aos mais pobres. Hoje voltamos a orar: São Romero de América e do Mundo, rogai por nós.

 

Incluímos várias notícias relacionadas com a realização de Encontros Nacionais de diáconos em vários países. Entre o dia 22 e 26 de outubro realizou-se em Cuba um Congresso de diáconos permanentes. Entre os dias 25 e 26 de outubro realizou-se em Jalisco o XIV Encontro Nacional do diaconado permanente. Do mesmo modo foram conhecidas as convocatórias do Encontro nacional de diáconos de Colômbia, a realizar nos dias 10 e 11 de novembro, e dos diáconos de Espanha que se realizará na arquidiocese de Toledo entre os dias 6 e 9 de dezembro.

Dos Estados Unidos de América publicamos uma interessante reflexão sobre a "História da Associação Nacional dos diáconos católicos negros" daquele país.

São quatro os artigos que se referem à "Mulher": a entrega a Maria Calero, viúva do diácono Fabián García, da Medalha Pro Ecclesia Malacitana em Espanha, as palavras do Cardeal Schonborn sobre a possibilidade de ordenar diaconisas no futuro, e as reflexões sobre este tema de Sara Butler e Dominic Cerrato.

Incorporamos a quarta entrega de "El Diácono a la luz de la Evangelii Gaudium" do diácono italiano Enzo Petrolino, e a segunda e terceira da série "Diaconado político" do diácono Alberto Jaimez. Em relação com a formação diaconal apresentamos a reflexão "Papel de la Virgen María em la formación de los diáconos"da Oficina do diaconado da arquidiocese de Kansas City em Kansas (EUA).

Na secção de " Testemunhos" destacam os da experiência de Bernardo e Ángela María, um matrimónio bogotano, depois da sua participação no Encontro Mundial de Famílias de Dublín, a nomeação do estudioso e promotor do diaconado permanente Fray José Gabriel Mesa Angulo, OP., como capelão da Presidência da República de Colômbia, assim como vários artigos das secções "Conoce al diácono" e "Conoce la escuela diaconal".

Neste dia de Todos os Santos tomamos emprestadas as palavras do Papa Francisco em sua recém publicada Exortação Apostólica "Gaudete et Exsultate", que no seu número 14 recorda-nos que o chamamento à santidade é a cada ser humano, em seu estado de vida, em sua situação vital, desejo que partilhamos com todos os amigos e amigas de Servir em las periferias: "Todos somos chamados a ser santos vivendo com amor e oferecendo o próprio testemunho nas ocupações de cada dia, ali onde cada um se encontra. És consagrado ou consagrada? Sê santo vivendo com alegria tua entrega. Estás casado? Sê santo amando e ocupando-te de teu marido ou de tua esposa, como Cristo o fez com a Igreja. És um trabalhador ? Sê santo cumprindo com honradez e competência teu trabalho ao serviço dos irmãos. És pai, avó ou avô ? Sê santo ensinando com paciência as crianças a seguir Jesus. Tens autoridade? Sê santo lutando pelo bem comum e renunciando a teus interesses pessoais".

Em nome da Equipe Coordenadora e de Redação, um abraço fraterno.

Gonzalo Eguía

 

 

Tradução do original: Diacono Mario Henrique Pinto