Leiria-Fátima (Portugal): Bispo institui diaconado permanente na diocese

Leiria-Fátima (Portugal): Bispo institui diaconado permanente na diocese
Agência Ecclesia

D. António Marto determina escolha dos candidatos de forma imediata
Leiria, 15 jul 2016 (Ecclesia) – O bispo de Leiria-Fátima decidiu instituir o diaconado permanente na diocese, através de um decreto com data de 13 de julho, acompanhado pelas respetivas normas, que determinam a escolha dos candidatos de forma imediata.
D. António Marto recorda as orientações do pós-Concílio Vaticano II e “o benefício pastoral” do diaconado na Igreja Católica, em “comunhão e colaboração com o bispo e o presbitério.

O Concílio Vaticano II (1962-1965) restaurou o diaconado permanente, a que podem aceder homens casados (depois de terem completado 35 anos de idade), o que não acontece com o sacerdócio.

O diaconado exercido por candidatos ao sacerdócio (limitado no tempo) só é concedido a homens solteiros.

D. António Marto decidiu que as normas vão vigorar de forma experimental por seis anos e nomeia o padre Pedro Miguel Ferreira Viva como diretor do serviço para o diaconado permanente. D

O bispo de Leiria-Fátima determinou “que o processo para a identificação e escolha dos candidatos tenha início desde já” e que o itinerário de formação comece “assim que se tiver constituído o primeiro grupo de candidatos”.

Num documento divulgado através da página da diocese na internet, o prelado apela “à oração de toda a diocese para esta iniciativa, ao aprofundamento da teologia deste ministério ordenado e à promoção de uma oportuna catequese aos fiéis sobre a vocação dos diáconos”.

Com origem grega, a palavra ‘diácono’ pode traduzir-se por servidor, e corresponde a alguém especialmente destinado na Igreja Católica às atividades caritativas, a anunciar a Bíblia e a exercer funções litúrgicas, como assistir o bispo e o padre nas missas, administrar o Batismo, presidir a casamentos e exéquias, entre outras funções.

 

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Las siguientes reglas del RGPD deben leerse y aceptarse:
Este formulario recopila tu nombre, correo electrónico y e contenido para que podamos realizar un seguimiento de los comentarios dejados en la web. Para más información revisa nuestra política de privacidad, donde encontrarás más información sobre dónde, cómo y por qué almacenamos tus datos. Si das tu consentimiento entendemos que estas de acuerdo con nuestra política de protección de datos.