Henry Belchior da Cunha, diácono permanente da Arquidiocese de Curitiba, explicou a simbologia e o colorido dos tapetes tradicionais colorem no Corpus Christi

A tradição de enfeitar as ruas, com serragem colorida, pó de café, cal, sal grosso e flores, para a passagem do Santíssimo Sacramento se repete em todos os municípios do Paraná durante o Corpus Christi.

A celebração que colore as ruas das cidades é mais uma opção no calendário do turismo religioso do Estado. Desde o ano passado, a festa católica faz parte do Calendário de Eventos do Paraná, destacando o turismo religioso como um dos segmentos prioritários para colocar o Paraná no mapa turístico nacional.

De acordo com o governador Carlos Massa Ratinho Junior, o Estado tem grande potencial a ser explorado, onde se destacam as rotas da fé. A tradição do Corpus Christi, como ressaltou, também pode ser vista como uma atração à parte nas opções turísticas do Paraná. Ratinho Junior disse que o governo se esforça para que o Estado seja reconhecido nesse sentido.

Em cada cidade, há uma organização para a confecção dos tapetes coloridos. Em Curitiba, por exemplo, todas as paróquias se reúnem no Centro Cívico para fazerem o tapete que chega a ter quase dois quilômetros de comprimento. Em Londrina e Maringá, cada igreja promove a própria procissão.

O arquiteto e doutorando em Teologia, Henry Belchior da Cunha, diácono permanente da Arquidiocese de Curitiba e professor do curso de Arquitetura da PUC-PR, explicou que a simbologia e o colorido dos tapetes carregam mais que uma tradição e trazem, também, novas percepções de como olhar para a cidade.

Símbolos como a hóstia, pão, cálice, o Espírito Santo, peixes e os santos da Igreja Católica estão entre os principais desenhos retratados nos tapetes de Corpus Christi. São os próprios fiéis os responsáveis pela confecção, um trabalho que traz uma forte interação social entre as pessoas. No site do Governo do Estado, www.aen.pr.gov.br, consta informações sobre a celebração de Corpus Christi em diversas cidades do Paraná. (Repórter: Amanda Laynes)

Fonte www.aen.pr.gov.br

Dejar un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Las siguientes reglas del RGPD deben leerse y aceptarse:
Este formulario recopila tu nombre, correo electrónico y e contenido para que podamos realizar un seguimiento de los comentarios dejados en la web. Para más información revisa nuestra política de privacidad, donde encontrarás más información sobre dónde, cómo y por qué almacenamos tus datos. Si das tu consentimiento entendemos que estas de acuerdo con nuestra política de protección de datos.