Diocese de Viseu -Portugal- vai ter mais diáconos permanentes

D. António Luciano dedicou a manhã de hoje aos diáconos permanentes, orientando um tempo de reflexão e oração, neste início de Quaresma.

Após a Oração Intermédia, foram feitas as apresentações dos quatro novos candidatos ao diaconado permanente, que vinham acompanhados de suas esposas, aos primeiros dez diáconos permanentes, que já exercem o seu ministério desde 2012. Os novos candidatos foram acolhidos, juntamente com as suas esposas, para este momento de reflexão, oração e adoração ao Santíssimo.

Foram também saudados por D. António Luciano, que estava acompanhado do Vigário para o Clero, Cónego António Jorge.

O nosso Bispo apresentou o caminho da Quaresma aos diáconos permanentes e suas esposas como um percurso a fazer descobrindo os “sinais de vocação, do amor de Deus, na família, no trabalho e na Igreja, que é mãe, mestra e educadora”.

A importância da família foi realçada, salientando a sua função de “berço” de vocações, de “lugar gerador de boas pessoas”.

No que à vocação diaconal toca, D. António realçou que “o ministério diaconal serve o equilíbrio da Igreja”, pois nela o ministério ordenado se concretiza, servindo as comunidades, no diaconado, no presbiterado e no episcopado. E todos os ministros ordenados devem servir em espírito de “discipulado permanente, em fraternidade e em missão”, recordou D. António Luciano, vincando que os diáconos devem sentir-se “sempre a caminho e disponíveis para servir e para se deixar capacitar”.

A reflexão foi enquadrada por “regras para de alguma maneira sentir e conhecer as várias moções que se causam na alma”, segundo a proposta de Santo Inácio de Loiola, nos seus Exercícios Espirituais.

Após o almoço, houve um tempo de adoração do Santíssimo, durante o qual foi proporcionada a celebração do sacramento da Reconciliação.
Os candidatos ao diaconado permanente têm vindo a fazer a sua formação na Escola Diocesana da Fé, que irá ser complementada com um “estágio” pastoral especialmente dedicado à liturgia e ao serviço à comunidade. Actualmente, vivem nas paróquias do Viso (Sérgio), Orgens (Mário), Rio de Loba (Fernando) e Dardavaz (Joaquim).

G.I.

Fonte: https://diocesedeviseu.pt

Dejar un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Las siguientes reglas del RGPD deben leerse y aceptarse:
Este formulario recopila tu nombre, correo electrónico y e contenido para que podamos realizar un seguimiento de los comentarios dejados en la web. Para más información revisa nuestra política de privacidad, donde encontrarás más información sobre dónde, cómo y por qué almacenamos tus datos. Si das tu consentimiento entendemos que estas de acuerdo con nuestra política de protección de datos.