Geneval Candido da Silva tem 71 anos e pertence à Paróquia Cristo Libertador, da Região Episcopal Brasilândia.

De família católica, Geneval tem na esposa, Durvalina Antônio, sua grande incentivadora para caminhar rumo ao diaconato permanente. Ele foi ordenado, junto a outros 11 diáconos permanentes e 4 seminaristas durante missa presidida pelo Cardeal Scherer, na Catedral da Sé, dia 15 de dezembro de 2018.

“Sempre sonhei estar próximo ao altar de Jesus e a Ele servir no próximo necessitado”, disse Geneval, cujo lema diaconal é “Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade" (17, 17).

Dedicação

Maicon Candido da Silva, 37, é filho de Geneval Candido da Silva e foi com a esposa e os dois filhos, Emmanuelle, 5, e João Vitor, 3, para a missa na qual o pai foi ordenado diácono permanente. “Meu pai é muito dedicado. Não existe dia nem hora para ele. E eu já fiquei em muitas madrugadas acompanhando meu pai”, contou Maicon, que mora em Taipas, na zona Noroeste de São Paulo.

Para Geneval o diaconato é o dom de Deus para o exercício da vida. “O diácono é apóstolo de Cristo humilde, manso e servidor”, disse à reportagem do O SÃO PAULO.

Fonte: www.osaopaulo.org.br