Comunicado da Presidência da CND aos bispos em Aparecida (SP)

Com imensa alegria saúdo todos os participantes desta Assembleia de servidores e servidoras do Evangelho. Estou aqui como convidado, representando a Comissão Nacional de Diáconos, já que fui eleito na XIª Assembleia Geral Ordinária Eletiva da CND, no dia 06 de abril, como presidente da CND, para os próximos quatro anos.

Permitam-me uma breve apresentação: Sou o Diácono Permanente Francisco Salvador Pontes Filho (conhecido como Diácono Chiquinho), incardinado na Arquidiocese de Manaus (AM). Casado com Ana Cecilia Viana Pontes, temos 03 filhos e uma neta.

Profissionalmente, trabalhei em quatro instituições bancárias, exercendo serviços bancários como caixa, tesoureiro. Fui servidor da Câmara Municipal de Manaus. Sou servidor da Assembleia Legislativa do Estado Amazonas há trinta anos e em processo de aposentadoria. Também fui Subsecretário de Estado do Trabalho e Ação Comunitária. Tenho curso superior em Gestão Pública.

Realizei as seguintes funções eclesiais: fui administrador das paróquias Nossa Senhora de Guadalupe e Nossa Senhora do Carmo em Manaus; tesoureiro da Cáritas Arquidiocesana de Manaus; membro do Conselho de Administração da Arquidiocese de Manaus; ecônomo do Seminário Arquidiocesano São José; administrador do Centro de Treinamento Maromba; presidente da Comissão Arquidiocesana dos Diáconos de Manaus (CAD); presidente da Comissão Regional dos Diáconos (CRD Norte 1); tesoureiro da CND e vice-presidente da CND, em duas ocasiões.
XIª ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA ELETIVA DA COMISSÃO NACIONAL DOS DIÁCONOS.

A Assembleia aconteceu de 04 a 07 de abril de 2019, no Centro de Pastoral “Dom Fernando” em Goiânia (GO). Teve como tema: O desafio da formação inicial e permanente, e como lema: “Avançar para águas mais profundas” (Lc 5,4).

Sendo uma Assembleia Eletiva foram dados todos os passos seguindo o novo Estatuto da entidade. Tudo transcorreu na mais absoluta tranquilidade, sendo eleitos os novos membros da Presidência e do Conselho Fiscal e Econômico da CND.

Compõem a Presidência: Diácono Francisco Salvador Pontes Filho (Arquidiocese de Manaus, AM), Presidente; Diácono Júlio Cesar Bendinelli (Arquidiocese de Vitória, ES), Vice-presidente; Diácono José de Oliveira Cavalcanti (Diocese de Crato, CE), Secretário; Diácono Antônio Oliveira dos Santos (Arquidiocese de Palmas, TO), Tesoureiro.

Participaram 155 diáconos, 55 esposas, 1 aspirante ao diaconado, 4 presbíteros, 3 religiosos, 2 leigos e 3 bispos. Os participantes da XIª Assembleia enviaram uma carta a toda a Igreja no Brasil.

O tema central: ‘O Desafio da Formação: Inicial e Permanente’ – foi tratado pelo bispo de Tubarão (SC) e referencial paras os diáconos no Brasil, dom João Francisco Salm, bispo de Tubarão (SC). De acordo com dom João, a CND vem se preocupando há algum tempo com a idealização de um projeto formativo para os diáconos permanentes. “É necessário observar com mais amplitude os caminhos para se chegar ao processo vocacional do diácono permanente. Os passos a serem dados, desde a candidatura até a ordenação, deve observar a sua identidade de batizado, sua espiritualidade e o modo com que ele entende a Igreja”.

Ressaltou a necessidade de um cuidado mais aprofundado com a criação, estruturação e manutenção das Escolas de Formação Diaconal. “As nossas Escolas Diaconais não podem ser apenas um ‘cursinho de teologia’. Existem outros aspectos a serem aprofundados com o candidato ao diaconado. Assuntos ligados à dimensão humana/afetiva, espiritualidade, a vida comunitária, missionária, pastoral, social e, de uma forma muito especial, a relação com a família”, declarou.

As esposas dos diáconos permanentes que participaram da XIª Assembleia Geral dos Diáconos realizaram o 1º Congresso das Esposas dos Diáconos, refletindo o tema: “Busca da santidade através de uma vida de oração”. O bispo dom Adair José Guimarães, novo bispo de Formosa (GO) foi o assessor da primeira parte do Congresso das Esposas, falando sobre a vida de oração na família. Na segunda parte, as esposas tiveram a palestra de dom Moacir Silva Arantes, bispo auxiliar de Goiânia, com o tema: “A vivência da santidade de forma prática na vida da família”.

METAS DA CND PROPOSTAS PELOS PARTICIPANTES

Parece ser de primordial importância dar a conhecer aos nossos bispos uma pequena síntese do trabalho dos grupos na Assembleia. Especialmente sobre o que os diáconos esperam da Presidência da CND.
Descentralizar as ações da Presidência da CND, valorizando as CRDs, construindo maior unidade, fortalecendo a comunicação e respeitando as diferentes realidades.

Promover cursos nos Regionais.

Realizar os encontros inter-regionais.

Motivar as CRDs para incentivarem seus bispos para a aplicação das Diretrizes da CNBB sobre o diaconado, inclusive no que se refere à criação de diaconias ambientais, setoriais e territoriais.

Oferecer assessorias diversas para acompanhar as CRDs, nas dioceses e os diáconos.

Realizar mais e melhores reuniões do Conselho Consultivo da CND, em Brasília para facilitar o acesso.

Fazer funcionar o Conselho Consultivo da CND também como Deliberativo, exercendo maior colegialidade.

Convidar representante das esposas nas reuniões da Presidência e do Conselho Consultivo da CND.

Ter papel proativo junto à Comissão Episcopal para os Ministérios Ordenados e Vida Consagrada, no planejamento das ações pastorais, juntamente com os Regionais.

Promover uma campanha nacional de filiação dos diáconos a CND.

Revisar os valores das contribuições financeiras dos diáconos, e conscientizar para o cumprimento das mesmas.

Atualizar o cadastro nacional dos diáconos.

Estabelecer uma sede da CND em Brasília – DF.

Reativar e fortalecer a ENAP (Equipe Nacional de Assessoria Pedagógica) para a reformulação de conteúdos curriculares: desenvolvimento de projetos de formação e ensino a distância; atualizar as diretrizes gerais para as escolas diaconais.

AGRADECIMENTOS

Em nome da CND agrademos a Presidência da CNBB pela mensagem enviada à nossa Assembleia, expressando a comunhão dos servidores do Evangelho e nos animando a sermos fundadores de novas comunidades.

Agradecemos particularmente aos bispos que estiveram mais diretamente envolvidos na realização de nossa Assembleia: Dom Washington Cruz, Arcebispo Metropolitano de Goiânia, como anfitrião; Dom Adair e Dom Moacir que sustentaram a reflexão com as nossas esposas; a Dom João Francisco Salm, referencial nacional dos diáconos. De forma especial agradeço ao meu bispo Dom Sergio Eduardo Castriani, que deu sua anuência para me apresentar como possível candidato presidente da CND.

A Presidência da CND fica à disposição dos irmãos bispos para colaborar na animação e promoção das vocações diaconais, e para implementar as ações necessárias para ajudar os diáconos na sua plena realização ministerial.

Aparecida, 10 de maio de 2019.

Diác. Francisco Salvador Pontes Filho.
Presidente da CND.

Dejar un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Las siguientes reglas del RGPD deben leerse y aceptarse:
Este formulario recopila tu nombre, correo electrónico y e contenido para que podamos realizar un seguimiento de los comentarios dejados en la web. Para más información revisa nuestra política de privacidad, donde encontrarás más información sobre dónde, cómo y por qué almacenamos tus datos. Si das tu consentimiento entendemos que estas de acuerdo con nuestra política de protección de datos.