Diác. Gonzalo Eguia

Coordenador de  Servir en las periferias

Bilbao, Espanha,

2 de janeiro de 2018

 

Questões sobre o diaconado permanente que precisam ser esclarecidas teologicamente

 

A foto da portada deste informativo é sugestivo: “IMPORTANTE”. É a marca que se coloca nos documentos ou tarefas que têm relevância na vida ordinária. A questão que nos ocupa é sem dúvida alguma, importante. Já na Editorial de 1 de agosto de 2016 (“Orientação”: Para uma atualização eclesial do ministério diaconal”) a comentávamos.

A este respeito no mês de setembro passado recordávamos os 15 anos decorridos da publicação do documento da Comissão Teológica Internacional “O diaconado: Evolução e perspetivas”. O estudo assinalava os temas que sobre o diaconado necessitavam ser aprofundados teologicamente. Desta necessidade ecoou o Papa Francisco no Prólogo que  realizou para o livro do diácono italiano Enzo Petrolino “O Diaconado no pensamento do Papa Francisco. Uma Igreja pobre para os pobres”, afirmava o Papa: “É interessante e necessário analisar hoje em profundidade o desenvolvimento do diaconado permanente, desde sua  renovação até o presente, para compreender melhor seu caminho, mediante uma interpretação que utilize toda a riqueza doutrinal, pastoral e exortativa que caracterizou os discursos e as várias declarações dirigidas pelos Pontífices, em várias ocasiões, aos diáconos do mundo inteiro, nestes anos pós-conciliares”.

Entre os dias 6 e 9 de dezembro ocorreu na cidade espanhola de Burgos o XXXII Encontro Nacional do Diaconado Permanente organizado pela Conferência Episcopal Espanhola. No âmbito deste encontro, o professor Santiago del Cura Elena ofereceu uma apresentação sobre “O serviço da Palavra no ministério diaconal”, também apresentou sua última publicação

 “ Questões pendentes na teologia atual do diaconado: comentário e valorização” (Revista “Burgense: Coletânea Científica” (Nº58/1, 2017, página 11). A relevância desta apresentação reside em que o doutor del Cura é um dos redatores do documento da Comissão Teológica Internacional (CTI), e um autêntico perito na investigação teológica sobre este ministério.

Em sua reflexão o professor del Cura afirma que a teologia do diaconado continua sendo uma tarefa inacabada. Partindo do documento da CIT e das reações que provocou, e continuando pelas últimas referências que ocorreram nestes quinze anos  (Motu próprio ”Ómnium in mentem” do Papa Bento XVI do ano 2009, e a decisão do Papa Francisco de por em andamento a Comissão sobre o diaconado das mulheres no ano 2016) expõe as cinco questões que devem ser amadurecidas pela teologia atual que já recolheu o capítulo VII do documento da CIT, a saber: a sacramentalidade do diaconado, o sentido da fórmula “Non ad sacerdotium, sed ad ministerium (episcopi)”, os diáconos habilitados para servir ao povo de Deus “in persona Christi servi”, as tarefas do ministério diaconal, e a unidade do sacramento da ordem e o diaconado feminino.

O diácono Eduard Ludwig oferece um artigo interessante em que faz uma primeira leitura do documento do professor del Cura intitulado: Resumo das ideias chaves do artigo do doutor Santiago del Cura “Questões pendentes na teologia atual do diaconado: comentário e valorização”.

A necessidade da clarificação teológica destas questões e a repercussão pastoral que pode ter, mostram-se cada dia mais necessárias tanto para a vida da Igreja como para o ministério dos diáconos.

O Informativo seleciona a Mensagem do Papa Francisco para a Jornada Mundial da Paz 2018 celebrada ontem dia 1 de janeiro. Nesta ocasião a Jornada teve como lema: “Migrantes e refugiados: homens e mulheres que buscam a paz”. Diante da situação dos migrantes e refugiados o Papa assinala uma estratégia de atuação que cônjuge 4 ações: ”acolher, proteger, promover e integrar”. Também a Mensagem para a 55 Jornada Mundial da Oração pelas vocações.

A Comissão Nacional dos diáconos de Brasil (CND) apresentou o calendário de atividades para o ano 2018, entre os quais se destaca o Encontro Nacional de Diretores e Formadores de Escolas Diaconais, que terá lugar entre 15 e 18 de Maio em Salvador.

Em Fátima, ocorreu o Encontro Nacional de diáconos com o título “A diaconia e a caridade da Igreja no mundo contemporâneo”.

Do Equador o diácono Jorge Grijalva envia um relatório sobre a atividade dos diáconos permanentes daquele país.

Incorpora-se a quarta entrega do estudo “Um retrato do diaconado permanente nos Estados Unidos (2014-2015)”. Em síntese constata-se o crescimento progressivo deste ministério neste país. Um ministério levado a cabo maioritariamente por diáconos formados e que prestam seus serviços voluntariamente.

No apartado de “Retalhos da história do diaconado Ibero-americano” incorpora-se a história do diaconado na diocese chilena de Copiapó.

Junta-se a Mensagem do arcebispo de Burgos, Monsenhor Fidel Herráez Vegas, ao concluir o XXXII Encontro Nacional do Diaconado Permanente:” Um ministério ao serviço da comunidade eclesial”.

Durante os dias 26 a 30 de dezembro ocorreu a Assembleia Geral de sócios online da Associação “Servir en las periferias” que dá o suporte jurídico para que este Informativo e a Web do mesmo nome possam ser uma realidade. No próximo número daremos conta das decisões da Assembleia.

Na seção de “Publicações” contribui-se fazendo referência do artigo “Diaconado permanente em comunidades paroquiais” editado pela Revista Iglesia Viva.

Em relação com as ordenações diaconais realizadas ultimamente destacam duas notícias pelo altíssimo número de ordenados, cinquenta e nove diáconos foram ordenados para a diocese de Castanhal em Brasil, e trinta e seis para a diocese de Mayaguez em Porto Rico.  Ao começar este novo ano que acabamos estrear, desejamos renovar a vontade de serviço à informação e comunicação sobre o diaconado ibero-americano. Do mesmo modo, para todos os leitores e leitoras os nossos melhores desejos para este ano 2018.

Em nome da Equipe de Redação e Coordenação, um fraternal abraço.

Tradução do original: Diácono Mario Henrique Pinto