O presidente da Comissão Nacional dos Diáconos (CND), diácono Zeno Konzen, de São Leopoldo, diocese de Novo Hamburgo, RS, em entrevista à ENAC (Equipe Nacional de Assessoria de Comunicação) falou que a II Assembleia Geral não Eletiva da CND cumpriu seu objetivo, que era de apresentar e aprovar o novo Estatuto Nacional. Disse também que as palestras ministradas foram objetivas e claras, contibuindo muito para com a formação diaconal.

Eis a íntegra da entrevista:

ENAC: Presidente, a Assembleia cumpriu com seu objetivo principal, o debate e a aprovação do Estatuto?

Diác. Zeno: Sim, a aprovação do Estatuto era o objetivo e conseguimos com debates, mas com atitudes democráticas. Cumpriu o objetivo porque a nova redação está dentro da realidade do momento atual da Igreja, da sociedade e das leis civís.

ENAC: Faça uma avaliação desta Assembleia Não Eletiva.

Diác. Zeno: A Assembleia foi muito positiva, um momento sublime de vivência da Presidência com o Diaconado do Brasil, e por celebrar na Casa da Mãe Aparecida o Ano Santo Mariano.

ENAC: Como o presidente avalia a assessoria da Assembleia?

Diác. Zeno: Gostei muito da mensagem dos bispos, creio que todos apreciaram muito no contexto de exortação e formação. A palestra do diácono Durán foi clara e objetiva, levando à forte reflexão sobre o ministério diaconal.

ENAC: E o ministério diaconal a partir desta Assembleia, o que esperar?

Diác. Zeno: A partir desta Assembleia espero uma retomada da missão do diácono e da esposa, com maior consciência social e testemunho na sociedade.

De Aparecida, SP, diácono José Carlos Pascoal - ENAC - CND